segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

está tudo maluco?


esta notícia deixa-me a pensar o que passará pela cabeça dos nossos dirigentes.
esta notícia deixa-me a pensar que para além de incompetentes e sem qualquer capacidade para gerir o futebol do nosso Clube, os dirigentes do Sport Lisboa e Benfica andam a brincar com os sócios e simpatizantes.
pior do que esta notícia é estar a 10 pontos do clube que alinha de azul à entrada para a segunda volta...
ps - entretanto, já desmentiram...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

lusco fusco, Tacuara e Catedral a uma semana de distância

foi com som lusco fusco que ouvi no passado domingo o jogo entre o Benfica e a briosa.
som lusco fusco: às 3:45 da manhã, antena um no transistor que acompanha a cama.
quando já estava meio a dormir, ainda que ao longe ouvisse que o Benfica pressionava, em cima dos 45 minutos e, desse modo, quase a acabar o sleep de 59 minutos do rádio, facturamos dois golos de rajada. um do luisão seca lagartos e académica e outro do agora inevitável Tacuara.
os 59 minutos de sleep chegaram ao fim e já não tive forças para aguentar a segunda parte. eram 4:45 da manhã. aqui para nós, ainda bem que não tive forças, tal foi a má exibição do Benfica na segunda parte. devem ter-se fartado de nos fazer sofrer nos últimos minutos e agora preferem marcar durante a primeira parte. como diria um Benfiquista dos quatro costados, com o pé, com a mão, com erro do árbitro, depois da hora, em fora de jogo... o que interessa é ganhar e é isso que fica na estatística.
a uma semana e pouco de distância, e ainda com o sempre difícil belenenses (espécie de segundo clube dos lagartos - não podiam ter outro sem ser o belenenses) este fim-de-semana, aproxima-se vertiginosamente o grande dia em que me sentarei no meu cativo da Catedral, dia 20 de Dezembro de 2007, poucas horas depois de aterrar na capital!
estou ansioso. é um dos momentos mais esperados do ano: a ida à Catedral onde não presto culto desde que, curiosamente, ganhámos ao belenenses por 4-0 num jogo em que não jogámos nada mas saímos vitoriosos... até já!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Casa do Benfica em Macau

Vem aí a Casa do Benfica de Macau
Decorreu ontem no Club Militar de Macau um jantar de simpatizantes benfiquistas residentes em Macau. Foi um ajuntamento muito agradável e considerável, pese embora algumas notadas ausências de notáveis benfiquistas do Oriente. De todo o modo estão de parabéns os organizadores do repasto, o grandioso Galamba e companhia.Ficou-se a saber que já está constituída uma associação de direito macaense que dará lugar no futuro à Casa do Benfica de Macau. Circularam fichas de inscrição de associado da Casa, que cada um de nós subscreveu (quem não esteve presente e se queira inscrever, pode recolher uma ficha de inscrição no Club Militar de Macau ou na “delegação da Taipa”, o Restaurante “O Santos”, sito na Rua do Cunha, na Taipa. Grande Santos, um benfiquista dos sete costados e um Homem com H grande). Fixou-se o dia 15 de Janeiro de 2008 como o prazo limite para inscrição como associado. Depois, decorrerão as eleições. Está formada uma comissão de trabalho para melhorar os estatutos e os adaptar à situação de Macau. Integram o grupo juristas de renome entre os quais avulta o jurisconsulto Araújo e Sá e o criminalista Pedro Leal.Uma ideia fundamental unanimemente defendida no jantar é a ligação estreita que se quer ter com o Sport Macau e Benfica, agremiação que de forma tão briosa e frutífera tem levantado bem alto o nome do Glorioso nestas latitudes e junto da juventude de Macau. Foi uma festa bonita que contribuiu para cimentar uma convicção, já de si inabalável, que tenho para mim: o Benfica é o maior.
superiormente escrito pelo Claudio Cannigia in www.tugamacau.blogspot.com

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

salir a gañar segundo S. Tacuara


quando aterrou em Portugal, José António Camacho disse: "salir a gañar".
chamou os seus jogadores, fraquejados pela longa noite santista, e disse-lhes: "salir a gañar, ha que salir a gañar".
naquele dia, Camacho assumiu um sério e ousado compromisso. até então aqueles homens nunca haviam pensado em grande. a maior parte deles não sabia o que era ganhar fora na europa, nem tinham noções de psicologia humana. não tinham estofo psicológico. não acreditavam o suficiente nem tão pouco pensavam como tal. os defeitos pessoais pesavam mais do que as virtudes. cada um pensava para si, sem olhar para equipa e para aquilo que é importante em futebol: o colectivo. mas aquele a quem chamam Mister deu conta do recado até ao momento. o sucesso absoluto de Camacho como preparador e treinador de homens tem agora um destino: estádio do manchester city, final da Uefa.
sermões à parte, ao contrário do que acontece várias vezes, hoje dormi umas horas antes da partida. de tal forma que, quando acordei, não tinha visto o primeiro golo do S. Tacuara.
vi o segundo. bem vindo, Nélson! e que golo do S. Tacuara (7 pontos na Champions, 6 foram dele...). à ponta-de-lança, de cabeça, num remate potente depois de um cruzamento milimétrico do Maximiliano Pereira.
a partir daí, o jogo ofensivo do Benfica decaiu e de que maneira.
um aluvião de ataque, nem sempre com pés e cabeça, desabou sobre a nossa defesa.
até que chegou o "minuto quase fatal".
já aqui disse que o tal do "Xerife" é bom jogador. mas tem tanto de bom jogador como de ingénuo. ainda por cima com o mais experiente dos avançados em campo, lucarelli, com a manha toda do campeonato italiano.
Quim quase defendeu. o David Luiz já tivera sido o responsável pelo golo da equipa que alinha de azul no fim-de-semana. voltou a fazer das suas. o golo da equipa de azul é muito parecido com outro que sofremos no estádio olímpico de montjuic o ano passado frente aos periquitos.
adiante.
a segunda parte prometia uma nova avalanche. aconteceu. aí, foram bravos!
a jogar com 4 graus negativos, perante um público hostil, com apenas a taça uefa no pensamento, os jogadores do Benfica superaram-se e defenderam tudo o que havia para defender. durante o jogo, os bifes da espn (não foi, como esperava, na star sports) quase que punham o Benfica na Taça das Feiras ou naquela que os lagartos vão ganhar este ano.
ora, no final, já em estúdio, as palavras foram estas: "Benfica was terrific. They have defended well and they did it! We cannot forget that Benfica is Benfica. A great club and a great name in the world of football." toma lá que é fresquinho!
gostei do Petit. foi enorme.
Nélson, já falei.
Katsouranis foi importante sobretudo na fase de maior assédio.
Luisão esteve desastrado.
David Luiz, ingénuo.
Cardozo, soberbo.
Maestro, apagado, mas muito importante a segurar a bola.
Quim é o melhor guarda-redes português em actividade.
Di Maria esteve bem a defender.
Maxi é reforço.
Leo, apesar de alguns falhanços também esteve bem.
quanto aos substitutos, apenas um reparo: o luís filipe, com a bola controlada, conseguiu criar uma jogada de perigo para os "ucrânios".
tenho pena que não tivesse dado para continuar na Champions e estou com o Camacho quando diz que o celtic não foi superior. mas o que conta são os resultados. agora o lema é "RUMO A MANCHESTER!".
mas antes, ainda temos que ganhar à académica já este fim-de-semana, para a Taça de Portugal.
obrigado Benfica. é tão fácil fazer-nos felizes.
ps - já não consegui dormir nada depois do jogo acabar, às 5:35 da manhã.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

adeus champions

sem nenhuma hipótese de nos qualificarmos para a próxima ronda, nem por isso deixarei de estar em frente ao televisor/écran a partir das 3:00 da manhã para ver o "provavelmente" último jogo do Maestro na Champions League na star sports.
como ele próprio disse, esperamos que não seja o último na europa...

domingo, 2 de dezembro de 2007

o banal e o ordinário


um derby é um derby e este não fugiu à regra.

agora num derby costumam jogar duas equipas.

hoje, infelizmente, sobretudo na primeira parte, só jogou uma equipa e a que alinha de azul mereceu, infelizmente, ganhar.

foi a vitória do colectivismo, dos automatismos e, desculpem, da equipa com mais classe que tem, entre outros, dois jogadores acima da média: lisandro lopez e quaresma.

foi daqueles jogos em que cheguei a irritar-me com o relato. como era um derby, a antena 1 fez aquilo que já é clássico: estão dois relatadores, um para uma equipa, o outro para a outra.

o pior é que durante a primeira parte, apenas se ouviu um deles, o que acompanhava o relato do porto.

não cheirámos a bola e, no meu caso, não ouvi o Benfica a atacar.

ainda achei que fosse um problema na transmissão. não. foi mesmo um vendaval de bola em direcção à nossa baliza.

depois veio ao de cima o pior do Camacho: falta de visão táctica, teimosia e pouca astúcia.

com um treinador com, desculpem o meu francês, "tomates" o Nuno Gomes estaria em campo até ao final e a equipa que vinha para a segunda parte seria diferente.

do que ouvi, quer parecer-me que o meio-campo do Benfica não esteve à altura a que não é alheio o facto do Sr. Teixeira ter voltado há pouco tempo. sempre que a bola ía para ele, era o início de um ataque para o porto.

depois, claro, houve sempre aquele mau ganhar que caracteriza algumas pessoas que gostam de cuspir no prato onde comeram. jesualdo é um ordinário que não se apercebe que, com o plantel que tem à disposição, até aquele treinador holandês foi campeão. já o ano passado tinha tido uma atitude reprovável, este ano repetiu. deve achar que se impõe ao arguido dessa forma.

uma palavra para aquele que se diz ser o presidente de todos os Benfiquistas, quer dizer, de quase todos, porque meu não é:

1. veja o que anda a fazer ao plantel;

2. fale com o bes para disponibilizar umas massas e compre reforços a sério;

3. renove o contrato com o Leo.

já estivemos a 8 pontos e conseguimos recuperar 4. agora resta esperar que o ciclo se repita o que é uma tarefa difícil, mas não impossível.

vamos acreditar.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

SLB-FCP.

No sábado (madrugada de domingo em Macau), joga-se mais um SLB-FCP. Enfim, joga-se aquele que é o grande clássico dos últimos 30 anos!

Apesar de Jesulado Ferreira, o FCP tem uma estrutura organizada e é sempre uma equipa difícil de vencer, quer jogue em casa, quer jogue fora do Dragão. O SLB começa agora a estabilizar o seu futebol e está galvanizado pelos bons resultados alcançados. Independentemente do resultado de sábado, o FCP sabe que irá continuar em primeiro lugar; o SLB tem necessariamente de vencer para se aproximar do seu rival, ficando, em caso de vitória, a um ponto de distância do emblema nortenho.

Como diria o imorredouro (pelo menos nas nossas memórias) João Pinto: "prognósticos só no fim do jogo"... ;)

Apesar da imprevisibilidade destes embates, nada impede que nós benfiquistas desejemos uma vitória "encarnada". Aliás, não espero alcançar menos do que o resultado obtido no jogo abaixo! Nessa grande equipa do benfica, pontificavam jogadores como: Aílton, Rui Costa, Vítor Paneira, Kulkov, Schwarz, Veloso, João Pinto, Rui Águas e muitos outros... Um verdadeiro luxo!


P.S.: Também publicado aqui.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

amargo dever cumprido e prenúncio!

na senda do que já escrevemos neste post nada há a apontar à raça, à força e ao querer dos nossos jogadores.
apenas quando Camacho treina o Benfica, conseguimos que os adeptos aplaudam a equipa perante uma eliminação da Champions e depois de um empate.
isso diz muito do carácter que consegue imprimir aos jogadores e da força interior que estes demonstram no rectângulo de jogo.
mais uma vez não fomos felizes com equipas italianas.
mais uma vez não conseguimos ganhar ao milan.
mas estou satisfeito e confiante que a tendência só pode ser para melhorar.
gostei do Maxi Pereira.
gostei do Rodriguez (apesar daquele falhanço).
gostei do Nuno Gomes (poupo-lhe adjectivos por ter passado a bola ao maxi quando deveria ter rematado; gilardino remataria).
gostei do Maestro e quero que continue pelo menos mais uma época.
não gostei (a 100%) do Camacho. acho que com o resultado que estava (1-1) não faz sentido que tenha acontecido isto: "88' - SUBSTITUIÇÃO no Banfica. Entra ADU e sai David Luiz."
aos 88 minutos?
claro que o miúdo até tem marcado nos últimos minutos, às vezes até nos descontos. mas isso é contra o estrela, o setúbal ou a académica!
contra o milan, pia mais fino e são precisos pelos menos 15 minutos.
adiante.
agora resta ganhar aos "ucrânios", parafraseando um adepto Benfiquista, entrevistado pela rtp (jornal da tarde), quando comprava bilhete para o jogo de ontem, para chegarmos pelo menos à Taça UEFA que, este ano, não se afigura tão fácil como no ano passado... quer dizer, tem o sportém!
mas, mais importante do que ganhar aos "ucrânios" será ganhar ao clube que equipa de azul às riscas, se possível pelo mesmo resultado que os encarnados de liverpool fizeram. em tom de graça, até nem será nada descabido, visto que, à semelhança do Benfica, o liverpool parece talhado para marcar nos últimos minutos dos jogos e o clube que equipa de azul a sofrer nos últimos minutos (vide ontem e contra o estrela da amadora) ... o que não deixa de ser um bom prenúncio!

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

basta!

faz em março de 2008 treze anos que fui a milão ver o Benfica perder por 2-0 contra o ac milan, golos de marco simone.
antes disso, em Maio de 1990, fomos derrotados na final de viena pelo ac milan, com um golo do actual treinador do barcelona.
em 1963 perdemos uma final da TCE contra o ac milan por 2-1, com dois golos de josé altafini.
em 1995, na segunda mão que teve lugar na antiga Catedral, empatámos 0-0, com duas defesas excelentes do poste do ac milan, a remate de Isaías.
já este ano, o poste de dida também fez uma defesa impossível a remate de Cardozo: resultado final - 2-1 para o ac milan.
contas feitas, em 5 jogos temos 4 derrotas e 1 empate contra esta besta negra. desses 5 jogos, 2 foram finais, ou seja, teríamos neste momento mais duas TCE no nosso Museu.
é tempo de dizer BASTA!
com sorte, e Camacho tem sorte, podemos levar de vencida a equipa do ac milan e esperar que, na última jornada, seja repetido o resultado de dniepr, onde a coqueluche dessa campanha, Lima, apontou dois golos nos quartos-de-final, alcançando os oitavos-de-final da Champions ou, pelo menos, a Taça Uefa.
inspirem-se neste vídeo produced by Bakero e num jogador que foi dos melhores que vi passar pelo Benfica desde que, em 1981, comecei a ver jogos (pelo menos de que tenha memória!).
e, já agora, um escrito com piada.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

sorte ou nem por isso.

discordo do Camacho.
acho que a vitória no sábado (madrugada de domingo) no municipal de coimbra deveu-se apenas à atitude guerreira da equipa e não ao factor "sorte".
sorte porquê?
sorte, nos dias que correm, seria por exemplo se o luís filipe fosse emprestado ao porto para o jogo da próxima jornada.
ou que o Gilles fosse menos impetuoso nas suas entradas assassinas.
isso sim, seria sorte.
estou como o Maestro: se jogámos mal e marcámos 3, como seria se tivessemos jogado bem?
segue-se o ac milan e aquele clube que equipa de azul que está a quatro pontos de distância.
nesta altura do campeonato, qualquer resultado que não seja a vitória, será negativo...
vamos ter esperança que o Camacho consiga comandar a equipa de forma a conseguir a primeira vitória na Luz frente ao porto desde que é treinador do nosso Clube (já a contar com a primeira passagem).

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Elites...


Venho falar-vos do pseudo-clube da elite: a lagartagem!

Há não muito tempo, Herman José realizou um sketch em que, novamente, usou a mais que gasta imagem estereotipada dos adeptos dos mais representativos clubes de Lisboa: SLB e SCP. De um lado, os populares, broncos e impulsivos; do outro, os educados, sobranceiros e elitistas. Uma imagem gasta, tal como ultrapassada está a imagem de HJ.

A pertencer a algum destes clubes, prefiro realmente ser do SLB. Por ser mais genuíno. De facto, não me dou bem com elites “de trazer por casa”. Principalmente, quando a lagartagem tem de elitista, o mesmo que eu tenho de sueco...

Vem isto a propósito da constante teoria da vitimização lagarta. Já chega! Setenta e sete grandes penalidades em 7 anos (SLB e FCP juntos contam 92) e ainda se queixam que ficaram mais uns 77 por marcar... Agora até já têm ex-presidentes arguidos, mas continuam na deles: são perseguidos! Inconcebível as queixas sobre arbitragem que deram agora azo à punição dos respectivos árbitros!

Um clube onde pontificou Sá Pinto (relembrar episódio com Rei Artur), teve como treinador Octávio Machado e como presidentes, Jorge Gonçalves e Sousa Cintra, pode ser muita coisa, mas não é de certeza algo aparentado com a nobreza...

E, ainda que fosse, convenhamos que a malta das revistas cor-de-rosa só serve mesmo para fazer rir a malta do SLB.

Bem haja!

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

à antiga


duas semanas depois, consigo arranjar tempo para escrever umas linhas.

dirão os mais pessimistas que me deu uma letargia pelos resultados e pelas exibições do nosso Benfica. mas não, trata-se de uma outra coisa. a visita dos meus ascendentes não permitiu que tivesse tempo para acompanhar condignamente este espaço.

e o que aconteceu nessas duas semanas:

1. fomos eliminados da taça da liga. não acordei. acho que a taça da liga é uma competição feita à medida do sportém, tipo a antiga taça de honra da associação de futebol de lisboa, que aquele clube de verde ganhava amiúde.

2. fizemos uma exibição miserável na capital do móvel, que acompanhei num hotel de pequim, onde felizmente havia rtpi. foi uma exibição à antiga, mas à má antiga. felizmente ganhámos, e isso é que interessa.

3. perdemos contra aqueles que têm a segunda camisola mais feia da europa do futebol. não temos equipa para nos mantermos em várias competições. mas ainda acredito em recuperações à antiga!

4. terminei estas duas semanas num hotel de hong kong. como me acontece por variadíssimas vezes, sempre que há jogo e não ponho o despertador, acabo por acordar naturalmente, tal deve ser o relógio biológico que por aqui anda.

quando acordei, li uma sms que dizia: "estamos a ganhar 1-0, mas não jogamos nada".

deixei-me dormir e acordei uns 45 minutos depois, com o resultado mais volumoso de que há memória nos tempos recentes. uma goleada à antiga, numa jornada onde ganhámos 8 pontos: os nossos 3, os três do braga e os dois do estrela da amadora.

finalmente, e quando muitos já estavam descrentes no nosso Camacho, as bolas entraram. e de que maneira. fiquei apenas com um sentimento amargo: o falhanço do Bergessio, porque assim a vingança daquilo que há uns anos o clube com camisolas aos quadrados nos fazia o favor de fazer, teria um sabor ainda melhor.

agora vem a selecção e já só penso na académica.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

o fim dos dias da rádio and the Oscar goes to Tacuara


entre a meia-noite e as duas e meia, andei a trocar mensagens de correio electrónico com o nick do customer support da uefa, tais eram as dificuldades em aceder ao site da uefa, onde tinha comprado o jogo.


começava a desesperar. com a ctm, talvez a pior empresa de Macau e, em consequência, das piores do mundo, visto que usa um server externo de Hong Kong. ora porra, eu pago a internet mais cara do planeta e porque o servidor é de Hong Kong não consigo ver a bola no site uefeiro, onde três horas antes paguei o encontro... custos da "peninsularidade" do segundo sistema.


lá consegui que pelo menos o nick fizesse com que a UEFA me devolva o dinheiro.


contra aquela equipa que não consigo dizer o nome e que acaba em donest ou será donesk, em plena austrália, paguei 7 libras esterlinas e nada...


2:30 da manhã, o pior ainda estava para vir.


não é que essa grande instituição que é a rádio macau que, de há cinco anos e meio para cá, entra em cadeia com a antena 1, não ía transmitir o jogo. ainda achei que fosse do estilo "por motivos técnicos a que somos alheios, interrompemos a transmissão... voltaremos dentro de momentos".

mas não! nada, nickles.


opções: ouvir a tsf, link para onde fui de imediato, ou tentar um site pirata chinês que anunciavam na tv tuga.


do site chinês, nem ver. talvez fosse de outro continente... sempre preto e com anúncios sempre muito educativos.


da tsf havia boas notícias. estavam a dar o relato, apesar de fazerem ligaçoes contínuas ao velodrome para dar conta do que se passava naquele jogo onde se ofereceu um penalty.


começou o jogo, continuei a insistir no site chinês e na busca intensa de um milagroso site. nada!


como jogámos tão mal, chegámos rapidamente ao final do primeiro tempo do prélio.


na segunda parte as imagens radiofónicas da Catedral indiciavam que o Benfica vinha transformado. mais rapidez sobre a bola, outra atitude, mais ocasiões, enfim, o Benfica começava a carburar.


se o rangers, que jogou no dia antes com o barcelona, ganhou 3-0 aos célticos e mostrou um futebol quase igual ao do rio ave, então o Benfica tinha obrigação de golear por, sei lá, 15 a 0.


mas começava o festival de desperdício do Tacuara.


na tsf gritaram umas 3 vezes golo. eu festejei umas 3 vezes! mas todas elas, ou pelo poste amaldiçoado, ou pela barra (a fúria do Tacuara deu naquilo) ou pelo guardião polaco, davam lugar a um murro na mesa da secretária do escritório.


entra Di Maria e Adu!


começava o forcing final do Sport Lisboa e Benfica.


o comentador da tsf advinhava o golo. eu já o tinha gritado várias vezes!


desesperava... e pior fiquei quando entrou o luís filipe. como é que a poucos minutos do fim, com resultado a 0, o Sr. Salir a Ganar pode pensar em pôr em campo um jogador com características únicas: não é lateral, não é extremo... enfim, é uma contratação do nandinho.


comecei a pensar que este ano já era, quando, de repente, Adu flecte para o centro, Di Maria recebe e faz um passe de morte para aquele que já merecia, Óscar Tacuara Cardozo... pára no peito, e sem deixar cair remata para o fundo das redes, alcançando o seu primeiro tento na Champions. ele, especialista em falhanços - ainda não consegui engolir o falhanço no s. siro - acabara de colocar de novo o Benfica na corrida a, pelo menos, um lugar na UEFA, este ano reforçada com o bayern e provavelmente com o liverpool (seria bonita uma final entre o Benfica e o liverpool!).


finalmente, descansei. ainda houve um livre onde o (c..rã.) do gr polaco foi tentar a sorte. pouco tempo depois, a experiência do Maestro ganha uma falta e o suiço bussaca acaba com a partida!


3 pontos muito importantes por 3 razões:


1. Tacuara vai ganhar confiança e desatar a marcar!

2. ainda estamos na corrida!

3. ganhámos algum dinheiro com esta vitória.


segue-se, para a Champions, a visita a glasgow (o estádio devia ter sido banido das competições, depois da entrada do adepto) onde só há um resultado possível: ganhar!


no final da partida, o pensamento que me acompanha permanentemente, agora com ainda mais alegria: gosto mesmo do Benfica!

TACUARA!

o resumo:


terça-feira, 23 de outubro de 2007

ausência, empate, derrota, vitória e empate



foram assim os últimos dias:


osaka - empate com o sportém... soube a pouco. o falhanço do capitão entra (ou deveria entrar) para o livro dos escândalos.


sydney - derrota com aquele clube que não sei dizer o nome que tem mais brasileiros do que o elvas dos anos 80.


melbourne - vitória sobre o leiria com grande regresso do capitão, que se lesionou depois disso. chega de mau olhado!


hua hin (tailândia) - empate com assinatura de Adu. segundo um dos desportivos, o que menos tempo precisa para marcar golos. um verdadeiro talismã da provalvelmente pior taça do mundo com nome da provavelmente melhor cerveja do mundo.


amanhã:

macau - celtic... um resultado igual ao do ano passado em casa, possibilitara sonhar com o terceiro lugar que dá acesso à uefa. mas a jogar como estamos, mesmo um empate vai ser difícil, apesar de ainda acreditar que este ano vamos a uma final europeia (nem que seja de futsal).


durante estes dias também aconteceu:


1. LFV não se cala com a história de querer o Maestro como Presidente. eu quero é o Rui Costa a jogar como nos primeiros jogos da época!


2. parece que a Nossa Senhora de Fátima continua a fazer milagres: o sportém só perdeu por dois. mais a sério: a competência do treinador do fátima (ex-treinador do juniores do Glorioso, substituído pelo Luvas Pretas) parece ser de facto inquestionável, apesar de terem jogado contra aquele clube com camisolas à irmãos metralha e outro com camisolas à juventude de évora, vulgo "cacaruças".

3. já se fala em reforços para janeiro. e se pensassem antes em mandar embora alguns dos que lá estão. assim de repente: e se calassem o LFV?


saudações gloriosas.






quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Benfica ainda me atrai

hoje que estamos tristes, aqui fica o testemunho de um Benfiquista... Lobo Antunes.
Mas aquele início é de quem lê jornais...
Não tenho muito tempo e depois se o vejo fico perdido a ler o jornal. Houve uma altura em que lia A Bola todos os dias... Da televisão, fui-me afastando à medida em que também o fazia do Benfica. Agora já não vejo jogos de futebol, desde que deixou de ser um desporto...
Este Benfica já não o atrai?
Claro que me atrai, continuo a gostar do Benfica mas quando eu era miúdo o lar dos jogadores do clube era ao pé de casa dos meus pais e eles desciam a rua com o fato civil e o emblema na lapela... Era impensável que o Coluna ou o Eusébio fossem jogar para o Sporting ou que o Travassos jogasse no Benfica, eles eram daquele clube. Agora é uma indústria, são sociedades anónimas, deixou de ser um desporto. Os treinadores dizem é preciso paciência, o que é o contrário do desporto e todo o lado lúdico que me interessava deixou de existir, sendo substituído por uma eficácia de marcar golos e de ganhar por interesses económicos. Lembro-me de ter lido uma entrevista do Jesus Correia há muito anos em que ele dizia que o seu doping era o arroz doce que a mãe lhe fazia. Ainda havia aquele prazer como se encontrava no Brasil, de fintar e voltar atrás, como o Garrincha fazia.
Não pára o livro para ver um jogo do Benfica?
Não, já não. Tenho muita pena.
Mas teve conhecimento do murro do Scolari?
É-me completamente indiferente. Não acho normal nem anormal, é-me indiferente. Nem sei se deu o murro... Vi na televisão, foi uma patetice e não comento patetices.
Uma patetice de quem?
Eu não sei o que se passou. Vi o homem estender a mão mas aquilo nem me pareceu um murro, porque se eu der um murro não é assim. E considera normal que José Mourinho tenha mais biografias do que a maior parte dos escritores portugueses?
Acho natural. José Mourinho atrai mais que Camões ou Shakespeare, as pessoas vivem cada vez mais no sentido hedonista. Não me repugna nada, nem me faz diferença, porque não é isso que tira o público dos livros. As pessoas continuam a comprar livros, portanto esta situação não me incomoda nada.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

planeta Benfica, liga de N. Senhora de Fátima e sportém


duas exibições muito fracas, marcaram a semana Benfiquista.
não ganhamos há três jogos (o último foi EV, um empate com vitória nas penalidades), pelo que só resta ganhar no sábado para que seja invertido este ciclo negativo de D-E-EV.
esta manhã recebi uma mensagem que diz bem da dimensão planetária do nosso clube.
foi enviada de Paris para a Oceânia e reenviada para a Ásia e falava da miséria de jogo que estávamos a fazer.
agora segue-se o sportém. e tudo o que seja diferente dos 3 pontos, não me deixa satisfeito.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Cajuda.


Grande entrevista de um treinador (benfiquista) muito especial...

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

nada a apontar


nada a apontar.
dois erros defensivos que são sempre aproveitados pelo milan, a equipa mais cínica da europa e arredores.
duas ocasiões clamorosas, uma delas absolutamente surreal, falhadas.
atendendo às condicionantes, acabámos por fazer um bom jogo.
cheguei a temer o pior.
o Quim foi mal batido no primeiro golo, apesar da bola ter sido bem colocada pelo pirlo.
o segundo golo é o milan em todo o seu esplendor. responsabilidade para Miguel Vítor que perdeu a bola infantilmente depois de um canto a nosso favor.
mas, nada a apontar.
o milan é de outra divisão. quase todos os 11 jogadores da equipa inicial estão há vários anos a militar nas fileiras rossoneri. alguns deles (muitos) campeões da europa por duas vezes ao serviço do colosso italiano.
nós apresentámos 4 jogadores que já tinham jogado na champions e sete estreantes.
desses, muitos chegaram há cerca de 18 dias ao Benfica: Edcarlos, Maxi, Rodriguez, Luis Filipe, Gilles... outros pouco mais de um mês: Di Maria. alguns nem eram para fazer parte do plantel: Miguel Vítor e Gilles.
destaco, pela negativa o falhanço de Cardozo... incrível.
Cardozo que, a meu ver, lutou muito, mas quase sempre sozinho contra uma das melhores defesas do Mundo, acabou por ser o sacrificado para a entrada de Nuno Gomes. ora, como todos nós percebemos de táctica, considero que foi aí que deixámos de ter qualquer hipótese. nunca mais atacámos porque o Nuno Gomes não é jogador para estar preso aos centrais e, desde a sua entrada, deixámos pura e simplesmente de ter a bola porque não houve espaço para tal. a defesa e o meio campo milaneses subiram e bola nem cheirá-la.
Luís Filipe é talvez o pior defesa direito que vi jogar no Benfica. simplesmente não dá uma para a caixa. a culpa não é dele, é de quem o contratou. mas dá realmente dó ver um jogador destes a envergar o manto sagrado. Luís Filipe é assim uma espécie de mistura de todos os defeitos de dudic, okonowo, gary charles com os defeitos inatos que já ostenta. perfeitamente desastrado, perde bolas infantis, é batido com uma facilidade incrível. enfim, como já li na blogosfera encarnada, jogámos com um a menos.
Edcarlos conseguiu fazer lembrar king.
Maxi deve ter jogado a primeira vez naquele lugar desde que aos 9 anos se apresentou na equipa dos subúrbios de montevideu.
Maestro esteve acima da média, mas uma andorinha não faz a primavera. acho que se deu demasiado destaque ao seu regresso a S. Siro.
agora, seguem-se os jogos da liga com nome de site de apostas, e é aí que temos de nos concentrar até ao dia 3, quando defrontarmos os ucranianos que, pelo que vi ontem, são bons de bola. o lucarelli que esteve para vir para nós marcou um golo estupendo e o brandão é jogador.
vistas as coisas, 2-1 não foi um mau resultado... o manchester levou 3-0 na última visita ao giuseppe meazza.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

pressão

passei boa parte da tarde numa guerra de palavras com um italiano que vive em Hong Kong e que é tiffosi do milan.
guerra aberta, com apostas pelo meio.
mas quando põem uma notícia destas no site até apetecer que a derrota que vão sofrer não seja tão pesada.
hoje, o Rui Costa vai chorar, mas de alegria pela vitória.

hora C de Champions


aí está a champions.
são sempre dias nervosos. começa-se o dia com o hino da champions, dá-se uma vista de olhos pelos jornais desportivos nacionais, uma espreitadela à marca e à gazzetta dello sport, trocam-se piropos na net com conhecidos italianos e, nos intervalos, trabalha-se.
desde 2005 que é assim.
primeiro Koeman, onde chegámos aos quartos.
depois engenheiro, onde não passámos da primeira fase.
agora Camacho, onde esperamos pelo menos passar da primeira fase.
para já, um forte revés: a lesão do Armando Teixeira.
vêm à memória recordações daquele Março de 1995 onde um charter de uma companhia de aviação que não me lembro o nome guiou-me até Milão para ver o Benfica.
perdemos 2-0, o tavares saiu (diz-se que com problemas intestinais) aos 23 minutos, o cannigia marcou um golo que foi anulado e simone marcou dois.
se, com essa equipa mediana, onde nelo era o número 10, ainda fizemos coisas bonitas, então com a equipa que temos hoje, podemos aspirar a mais.
um empate seria um excelente resultado, até porque não temos nenhum dos centrais titulares pronto para alinhar.
é preciso vontade, querer e, sobretudo, muita capacidade de sofrimento. o milan é uma grande equipa de futebol. o ano passado ganhou 3-0 ao campeão inglês, depois de ter perdido 3-2 no palco dos sonhos.
milan tem kaka, tem seedorf para as curvas, tem pippo como único ponta-de-lança, tem aquele que era o melhor jogador do milan para o filho do nosso Rui (pilro), tem o gattuso (petit lá do sítio). mas tem uma defesa demasiado estática. o oddo, o kaladze e o jankulovski são bons jogadores, mas quiçá duros de rins. assim uma espécie de pesaresis com mais classe. claro que têm alessandro nesta, mas isso não chega até porque dida pode estar em dia não.
nós temos um conjunto interessante de jogadores que podem fazer estragos no giuseppe meazza.
Di Maria vai com toda a certeza querer mostrar-se. Rui está como nunca o vi jogar! e Cardozo vai pelo menos espetar uma batata (de livre).
na direita tem de jogar Nélson, até porque o tal do homónimo do orelhas, apesar de querer fazer as coisas bem, não tem nível para jogar nestes palcos.
e como já apostei com um amigo italiano um jantar, espero não ter de pagar.
Champions 2007-2008: até moscovo!

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

boa notícia


ao contrário do que seria esperado, na medida em que normalmente a prioridade é total para os jogos dos bifes, a star sports asia tem anunciado o jogo de amanhã no San Siro!
mas uma boa razão para que o Benfica ganhe!

fio de jogo, Maestro e Gomes

apesar da hora tardia e do dia de saída que normalmente faz elevar os níveis de álcool no sangue, consegui ver do início ao fim, o jogo do passado sábado.
entrámos mal na partida. não pressionamos, não conseguimos mostrar melhoras. foram, por assim dizer, quinze minutos à Benfica de nandinho.
mas eis que Di Maria abre para Cebola que, sem contemplações, remata colocado sem hipótese para o guardião taborda.
a partir daí, fomos o Benfica de Camacho. pressionantes q.b., com momentos de futebol de outro planeta. o golo do Maestro, aliás, toda a jogada iniciada por Rui Manuel Costa que culmina na finta genial do Maestro e no remate para o 2-0, foi um hino ao futebol.
tal como o terceiro golo. abertura estupenda de Maestro para Cebola que centra com conta, peso e medida para a cabeça do nosso Capitão, sequioso de golos. tal como premeditou o Benfica Forever Champions, num comentário ao post anterior, escrito horas antes da partida, o Nuno Gomes marcou um golo de se lhe tirar o chapéu. esperamos que dê continuidade já na próxima terça-feira.
destaco ainda os seguintes pontos:
1. Léo - intratável!
2. Quim - idem idem aspas aspas!
3. Petit - esperemos que seja só mês e meio.
4. Butt - sintomático o ar de desespero depois de um punhado de grandes defesas do Quim, como que a dizer: "vou ter de falar com o empresário, para me arranjar um lugar em Dezembro"... a tvi, claro que aproveitou para mostrar.
5. Rui Costa - a comemoração com os adeptos, apesar de ser na altura em que taborda estava a ser assistido, diz bem da pérola, da maestria, da classe e do amor à camisola que o nosso 10 transpira! fenomenal. para mim, futebol é isso mesmo.
agora segue-se o milan. acho que vamos vencer. não por mor de um qualquer bicho optimista que me mordeu, mas porque vejo uma grande atitude na equipa. falta Petit, é verdade, mas o Romeu Ribeiro vai arrancar uma exibição de encher o olho. tenho é medo do tal do Edcarlos... mas com um Quim daqueles na baliza, não temos nada a temer. o milan é forte, é o campeão da europa, é isto e aquilo... mas nós também temos valor e, sobreutdo, temos Rui Costa.

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

murro naval.

gosto do Scolari.
sobretudo porque fez com que passasse outra vez a gostar da selecção pós vergonha de 2002, onde tive a oportunidade de ver ao vivo aqui na terra e depois na Coreia um grupo de rapazes comandado por um dos cancros do futebol português e que é uma das faces visíveis da podridão do nosso futebol.
acho que Scolari tem direito a errar. como já disseram na tertúlia Benfiquista, Scolari fez bem, até porque o dragutinovic (reparem que tem um nome com afinidades ao dragão) agrediu o Petit e distribuiu fruta (da outra) durante o jogo todo.
agora, Scolari não tem culpa de não ter alguém que mande dentro do campo. não tem culpa de o maior produto de marketing do futebol (que por acaso até parece não ser tão parvo como isso, porque tem a angelina como mulher dos sonhos) ande pelo campo a tentar resolver sozinho. ou muito me engano, ou este ano o tal do cr vai fazer uma das piores épocas desde que está em Inglaterra.
gostava de ter o Scolari como treinador do Benfica. Scolari é pé quente, transmite garra, sabe o que faz. não tem ponta-de-lança, mas isso não é culpa dele.
claro que gosto mais de ter o Camacho, mas se não puder ser Camacho, que seja Scolari (até porque o Mourinho, só daqui a 20 anos). aliás, em pleno Europeu de 2004, falava-se na vinda dele, e sonhei com conquistas.
por tudo o que disse, e apesar de condenar o murro frente às câmaras (podia tê-lo feito na saída para os balneários), desculpo o Scolari.
não podemos de um dia para o outro condenar um Homem que nos fez felizes durante dois importantes certames (apesar de no segundo, poder ter apostado mais em Nuno Gomes).
agora a Naval.
parece que Camacho vai manter a aposta em Miguel Vítor. aplaudo. acho que o miúdo tem futuro e se está bem, não há necessidade de mudar.
estou confiante, o que costuma ser mau sinal. estou tranquilo. tranquilidade que advém de termos um gajo que percebe do que está a fazer.
amanhã o jogo dá na RTP. e como desde o ano passado que não ganhamos em casa para a liga, vamos ganhar amanhã e, creio, por muitos. é um feeling.
terça-feira, em Milão, o Benfica vai voltar aos grandes resultados na Europa.

sábado, 8 de setembro de 2007

folga


Camacho deu 3 dias de folga aos nossos jogadores.

parece-me bem.
um dia, caso se portem mal, terá legitimidade para lhes tirar as folgas.

um bom gestor de recurso humanos - ninguém me tira da cabeça que, por muitas tácticas que possam dar, um treinador não é mais do que isso, ainda para mais quando está a lidar com jogadores da bola - é isso que faz.

não só pela folga, mas também pelo que podem ver no vídeo que foi colocado no memória gloriosa pelo bakero:

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

a força do pipi!

nada como um pipi esforçado... e do sportém... dizia-se, no meu tempo, que eram os pipis mais bonitos.
haja paciência para o jornal oficial do sportém.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

simplicidade, Maestro e Tacuara!

pois que, à semelhança do que aconteceu no ano de Trap, esta madrugada consegui acordar, por volta das 4:15, para ouvir o relato... mas perante a preferência dada pela antena 1, pelo menos durante os minutos em que estive acordado, a um jogo entre clubes que já foram do mesmo grupo, isto é, clube mãe e satélite, deixei-me dormir.
atribuí tal atitude, quando acordei em sobressalto às 7 da manhã, aos seguintes factores:
1. acredito em Camacho e tal faz-me dormir mais descansado;
2. passei um fim-de-semana levado da breca e precisava mesmo de descansar;
3. apoderou-se de mim o mesmo sentimento que tinha no ano de Trap e, como sei que vamos ser Campeões, deixo-me dormir de propósito... na época de 2004/05, cada vez que me deixava dormir, o Benfica ganhava...
seja como for, os rapazes cumpriram a missão e às sete da manhã lá andei no GPRS a procurar o resultado... claro que, a partir daí ainda dormi mais descansado...
duas notas:
2. Tacuara é REFORÇO e Di Maria pode vir a ser um caso sério.
agora vêm as selecções, o que é pena, por um lado, porque semana sem Benfica não é semana, mas é bom por outro lado, visto que Camacho assim pode conhecer melhor a ferramenta que tem à disposição... os que vão trabalhar para as selecções, já ele conhece.
nota final - claro que antes de ver o GPRS já tinha uma SMS (apenas uma, e depois do final do jogo) que dizia: "Amo Maestro, é um golão de classe pura"! mas quis saber por quantos tínhamos ganho!

domingo, 2 de setembro de 2007

proibido falhar, plantel e confiança

o resultado animador desta semana, a melhoria de atitude na equipa, a recepção que o Benfica teve na Madeira, os mais dois treinos que Camacho orientou, o fecho do período de inscrições, são tudo factores que me levam a acreditar que, apesar da pressão que o record gosta de pôr nos nossos, vamos levar de vencida a equipa do nacional, esta madrugada na choupana, estádio (?) onde José António Camacho nunca conseguiu ganhar ao serviço do Benfica. claro está que num desses jogos, o árbitro era um tal de augusto duarte e que até ficou um penalty por marcar... e que esse jogo faz parte da acusação formal do processo chamado "apito dourado"...
noutro registo, lá ficámos com um plantel de 31 jogadores, ainda que com alguns juniores e com pelo menos dois jogadores em RLD, i.e., recuperação de longa duração: Mantorras e Moreira.
ficou assim, depois do corropio das última semanas, o plantel do Sport Lisboa e Benfica (época 2007/08, pelo menos 2007 até janeiro de 2008):
guarda-redes: Moreira, Butt, Quim e Bruno Costa (Moreira RLD)
defesas: Luís Filipe, Edcarlos, Luisão, Léo, Miguelito, Zoro, Nelson, David Luiz, Miguel Vítor;
médios: Petit, Katsouranis, Rui Costa, Maximiliano Pereira, Gilles, Nuno Assis, Romeu Ribeiro e André Diaz (não foi inscrito na Champions)
avançados: Cardozo, Bergessio, Di María, Fábio Coentrão, Nuno Gomes, Cristian Rodriguez, Freddy Adu, Mantorras (em RLD) e Yu Dabao (não foi inscrito na Champions).
para grande pena, a pré-época acabou por ser penosa... mas com apenas uma das contratações* (e descontratação do seu antecessor), estou confiante para uma boa época... há que recuperar o atraso e essa tarefa começa já na próxima madrugada, na choupana.
*entrevista da contratação mais importante... a simplicidade de Camacho arrepia!

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Champions!


estamos nos oitavos!

milan, vitória nos dois jogos.

celtic, vitória nos dois jogos.

shakhtar donetsk , um empate e uma vitória!

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

pé quente, décalage e Champions



ao contrário do engenheiro, José António Camacho é pé quente, qualidade que vem ao de cima quando há competência.

estivemos 15 minutos a ver jogar. massacrados totalmente pelos dinamarqueses. na primeira (sim, na primeira) vez que vamos lá à frente, em jogada de laboratório bem gizada, um livre à Camacho na versão moderna, dá-nos a vantagem no desafio.

estou convicto que, neste jogo, fosse outro o treinador (fosse o treinador um senhor chamado Fernando Santos) e, naqueles 15 minutos, duas batatas teriam entrado na baliza do Joaquim Sampaio. é um feeling, apenas isso. mas, digam-me, há quanto tempo não marcávamos um golo de bola parada, fruto de trabalho específico? dirão, desde o Koeman, contra o Liverpool... pois é. estivemos um ano sem marcar um golo de bola parada com as características daquele que o Konstantinus marcou esta madrugada. e isto, meus caros, não é obra do acaso.



mas agora vamos ao prélio, depois dos 15 minutos.

foi uma peleja estranha. muita luta no batatal criado pelo Michael Philip Jagger.

só em cima dos 45 minutos consegui encontrar um canal na net que transmitia o jogo. a TVI anunciou que iria transmitir o jogo. a TVTUGA estava a transmitir. mas em nenhum dos dois para os pobres dos emigrantes, que tentam ver a bola... a rever!

a décagalage era menor do que no jogo da primeira mão (de menos de um minuto). a qualidade de imagem bastante melhor e, acima de tudo, consegui ver sem interrupções.

destaques individuais:

Miguel Vítor: ainda há dúvidas de que o Edcarlos vem para ir directamente para o banquillo? ok, dirão, fez um penalty. mas como diria um senhor que defende as cores de outro clube: o árbitro não marcou, pois não? então não foi penalty.
Petit: enorme. a raça Benfiquista em pessoa. o grande patrão da equipa. o carregador de piano do Glorioso.
Rui Costa: mostrou, acima de tudo, num campo pesado, num campo que não estava fácil, uma coisa que falta ao futebol português: CLASSE!

Katsouranis: obrigado Engenheiro. o grego é talvez o melhor legado que nos deixaste.

Angel Fabian Di Maria: que saudades (sim, o Simão já foi há quase um mês) de ver um jogador vestido de escarlate partir para cima do adversário sem medo.

Capitão Nuno Gomes: sem pré-época, fez o que lhe competia.

Nélson: a demonstrar o crescendo de forma que atravessa. pena a lesão, mas antes de sair, trocou literalmente os olhos a um nórdico... perdeu a bola logo a seguir, mas o pormenor é divinal.
Nuno Assis: esforçado.

Léo: qual Miguelito, qual carapuça.

Luís Filipe: cumpriu.

Cardozo: sem grandes oportunidades, desgasta as defesa que se farta e ainda conseguiu vir atrás salvar um golo quase certo, naquela fase de grande assédio nórdico.


Romeu Ribeiro: lutador, batalhador... oh Engenheiro, mas será que o problema era de vista? é que se sim, o facto de seres sócio dá desconto na Optivisão.

Bergessio: nada a registar.

Quim: titular indiscutível!

e vamos, pelo terceiro ano consecutivo, para a Champions.

quem quero:

liverpool, para ter dois jogos garantidos na ESPN ou Star Sports.
marselha, para ganhar os dois jogos; se não puder ser, então o Celtic (para vingar os 3-0 do ano passado. não, ainda não estou contente com a vitória em casa por 3-0!)

glasgow rangers, para aspirar a poder ver mais dois jogos na ESPN ou Star Sports. se calhar o celtic no pote, que venha o slávia de praga que ontem eliminou o ajax.

uma nota final: obrigado, Benfica, pela melhor das prendas a que podia aspirar no dia em que completei mais um aniversário!
aqui fica o vídeo, chamando a atenção para um pormenor: reparem em Camacho depois do golo do Benfica e comparem com o que tinhamos até há uma semana atrás!




quarta-feira, 29 de agosto de 2007

o tudo ou nada e Puerta


hoje joga-se o tudo ou nada contra os nórdicos, cujos adeptos vão encher o estádio nacional da dinamarca para receber o Maior Clube do Mundo.

é hoje, o jogo do título para o qual partimos em vantagem.

tal como quando defrontámos o rosenborg, com Camacho ao leme, é preciso acreditar e sofrer.

temos equipa para eles, ainda para mais reforçados pelo Di Maria.

é verdade que o ajax foi eliminado na época passada por estes senhores, mas não é menos verdade que nós somos simplesmente melhores do que o ajax e muito melhores do que o copenhaga. mas isso é no papel, no campo, se verá.

força Rapazes e pensem que não há nada mais emocionante do que ouvir o hino da Champions com a bola gigante a balançar no centro do terreno.

até porque já estou, de há dois anos para cá, habituado a acordar a horas menos decentes para ver (a maior parte das vezes em retrato radiofónico) o Benfica na Champions!


num outro registo, triste para quem gosta de futebol, Puerta acabou por falecer ontem, vítima de várias paragens cardiovasculares durante o jogo e, posteriormente, já no balneário, no passado sábado.
parece que já tinha tido várias paragens cardíacas, algumas delas recentemente e que os médicos nunca conseguiram detectar o problema de que padecia. o presidente do Bétis, grande rival do Sevilha, já veio apresentar as condolências e pôr o seu clube à disposição da família e do Sevilha. é pena que só nestes momentos, a feroz rivalidade seja posta de parte e se lembrem que estamos apenas em presença de clubes de futebol que não vivem uns sem os outros.
já tivemos essa experiência, que foi sol de pouca dura, quando o reinaldo teles se deslocou à Catedral, para homenagear o nosso futebolista em Janeiro de 2004, num dos dias mais tristes da vida de um adepto.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

edcarlos


é este baiano que está a caminho do Benfica.
desde 2001 que representa o são paulo futebol clube.
palmarés:
ao serviço do s. paulo
2002 Campeão da Copa Zico
2004 Vice-campeão da Copa São Paulo de Juniores
2005 Campeão Paulista
2005 Campeão da Copa Libertadores da América
2005 Campeonato Mundial de Clubes da FIFA
2006 Campeão Brasileiro
ao serviço da canarinha
2005 Campeonato Sul-Americano sub20 - Colômbia
2005 Campeonato Mundial sub20 - Holanda
2003Vice-campeão do Torneio Espanha Sub 18
2003 Vice-campeão da Milk Cup sub18 - Irlanda no Norte
2003 Campeão da Copa Sendai sub18 - Japão
2005 Vice-campeão Sul-americano sub20 - classificado para o Mundial
e o Zé Fonte ou o André Luís, não serviam? tenho dúvidas...
e o miúdo, não faz o lugar? tenho a certeza que faz!

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

o desespero do adepto!

ora, cá está. minuto 2:40 do resumo (3:05 em contagem decrescente), o nosso colaborador Lai Jo Fai a jogar as mãos à cabeça, num gesto técnico de desespero perfeito!

O clube do regime...

Numa altura em que o FCP é já o líder do campeonato português de futebol (fado que se vem repetindo há seguramente duas décadas), não posso deixar de me entristecer com a carreira do SLB e com o seu início de época periclitante.


O Glorioso sempre foi o líder do futebol em Portugal. O clube mais popular, mais vencedor, mais carismático. No entanto, vê agora a sua posição de liderança nacional ameaçada por um FCP ávido de títulos.


Não sei se alguns dos títulos conquistados pelo FCP não se deverão a jogadas suspeitas, a manigâncias de bastidores...


Seja como for, o que sei é que o SLB foi e ainda é o grande dominador nacional! E, ao contrário do que ainda hoje se costuma aventar, nunca precisou de "ajudas" para vencer títulos, nem sequer durante o "Estado Novo"! Urge , por isso, fazer aqui uma desmistificação...


De facto, talvez fruto de inveja ou resultado da ausência de argumentos, sempre me habituei a ouvir dizer que o benfica vencia títulos nos anos 50 e 60 porque era o "clube do regime". Ora, nada poderia ser mais falso! E uma mentira por muito que seja repetida, nunca se tornará numa verdade...


A propósito de Carlos Gomes, excelente guarda-redes cuja carreira foi alvo de uma sedenta e inqualificável perseguição, leia-se o seguinte:


Depressa se tornou ídolo de sportinguistas. Em 1953, ganhava cinco contos mensais. O mesmo ordenado do seu primeiro mês no clube. Achava pouco. Pediu audiência a Góis Mota, presidente do Sporting, para que o aumentasse. Góis Mota, que, para além de procurador-geral da República, era um dos mais arrepiantes torcionários da Legião Portuguesa, afamado já por entrar nas cabinas dos árbitros, ao intervalo, de pistola em punho, teve salazarenta reacção, que Carlos Gomes contaria, assim, no seu livro de memórias O Jogo da Vida: «Queres mais dinheiro? Pois mete na tua cabeça, se é que a tens, que enquanto for presidente são cinco contos ou nada. Para que queres tu mais dinheiro? Para putas e automóveis?» Retorquiu o guarda-redes que não tinha nada com isso, que não aceitava que lhe pagassem «cinco miseráveis contos» havendo no clube quem recebesse 20 ou mais. Ficou marcado. Inapelavelmente...


O resto da história, poderão ler aqui.


Boa semana!

domingo, 26 de agosto de 2007

Paulo Jorge dos Santos Futre!

se é para ir buscar um extremo-esquerdo, que seja da qualidade deste GRANDE SENHOR!

estreias, regresso e momentos


tivemos de tudo esta madrugada:
1. grande estreia de Miguel Vitor a central.
é verdade que foram só 90 minutos, mas deu para ver que o miúdo tem futebol nas pernas e, mais do que isso, uma tranquilidade incrível para aquela idade.
2. Necha
mas não foi só Camacho que voltou à Luz. esta madrugada, tivemos o prazer de (re)ver Necha, o Necha dos velhos tempos, com alegria, espectáculo e velocidade. já estava com saudades no número 22 do Benfica.
3. Nuno Ribeiro "Gomes" e momento do jogo
também os falhanços incríveis do nosso capitão apareceram quando menos queríamos. absolutamente de levar as mãos à cabeça. e é neste "levar as mãos à cabeça" que, com muito orgulho, vamos escrever algumas palavras. depois do falhanço mais incrível da liga com nome de site de apostas, a tvi mostra o momento do jogo. título "o desespero do adepto Benfiquista". protagonista: Lai Jo Fai. isso mesmo, o colaborador residente (na Catedral) deste espaço, enviado especial à cobertura do regresso de Camacho, aparece, para uma audiência estimada de 24 milhões de almas, com as mãos na cabeça (ainda bem que não metem legendas naquelas imagens) logo a seguir ao falhanço do nosso capitão. claro que é sempre um momento de enorme alegria (apesar dos contornos do desespero) para este espaço, poder contar com um dos seus colaboradores a encarnar o que todos, sim todos, sentimos com o falhanço do Nuno.
bem hajas, Lai Jo Fai, e que continues por muitos anos a protagonizar momentos de rara beleza televisiva como o que tivemos oportunidade de assistir, aqui do outro lado do mundo, por volta das 3 da manhã. claro que preferia que o momento do jogo fosse a comemorar o golo do nosso capitão, mas nesse momento a tvi iria certamente mostrar as imagens dos atletas em perfeito delírio.
gostei também da estreia do Romeu Ribeiro e, à semelhança dos adeptos que estavam na Luz, não percebi a substituição do Cardozo.
vamos acreditar que é possível na quarta-feira, dia 29, nem que seja para que possa ter um dia de aniversário feliz, como aliás requer a minha qualidade (a minha melhor qualidade) de Benfiquista.
ps - para os amantes da estatística e para não perdermos a esperança, quando ainda estamos na alvorada da liga: na época de 93/94, último título antes do ano da Velha Raposa, empatámos no estádio azul, na luz com o estoril e contra o beira-mar (golo de dino!), nas três primeiras jornadas do campeonato.

sábado, 25 de agosto de 2007

salir a ganar!

faltam quase 7 horas para a estreia de Camacho à frente da equipa do Benfica.
foi com ele ao leme que tivemos, contra o adversário de hoje, um dos dias mais tristes da história deste Glorioso Clube.
esperamos que seja também com ele ao leme que se comece a escrever história gloriosa.
agora, e para acalmar os nervos, ténis, jantar e espera até às 2:15 da manhã para ver, pela primeira vez (o que vi online, no jogo com o copenhaga, foi de má qualidade) ao vivo e em canal aberto, o Benfica 2007-08.
salir a ganar!

Miguel Vitor


Camacho vai apostar em Miguel Vitor para o jogo desta madrugada.
é arriscado, mas já começamos a sentir que, ao contrário do ex-treinador, o espanhol de cieza não tem medo de arriscar. aliás, não tem, de todo, medo.
o ano passado, só quando o Luisão se lesionou no jogo do parque dos príncipes, é que o engenheiro se lembrou de lançar o David Luiz. podia tê-lo feito no jogo anterior na vila das aves.
ora, o Miguel Vitor está no Benfica desde os infantis e, julgo eu, apenas porque tem valor se manteve estes anos todos de camisola encarnada ao peito.
diz-se que é um central-goleador, como o era Humberto Coelho. não quero fazer qualquer comparação entre um e o outro, mas tenho a certeza que hoje terá alguma margem de erro por parte da exigente plateia da Luz.
ele e a própria equipa. não podemos esperar uma varinha mágica castelhana para acabar com um ano e meio de letargia.
eu encaro este jogo como o primeiro da pré-época. como amanhã jogam os outros candidatos, e como vamos ter um empate nesse jogo, qualquer resultado que não seja a vitória, não agrada!
Camacho sabe e nós também que hoje começa o verdadeiro ataque ao título.
e que melhor maneira de atacar o título do que ganhar ao vitória de cajuda, com um golo de Miguel Vitor?

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

gestão, Luisão e lesão

o senhor da foto é oubiña, jogador do celta de vigo que parece interessar ao Benfica.
10 milhões parece ser o valor pedido pelo passe do atleta. o pai dele diz que é melhor do que o manel fernandes.
ora, por 9 milhões de euros tinhamos ficado com o jogador que é um produto das nossas escolas...
stretenovic abalou para a polónia (mais uma vez obrigado ao S.L.B.). parece-me claro que este facto não é notícia visto que o que interessa, pelo menos o que me interessa é: porque é que ele veio para o Benfica? incrível e ninguém parece assim tão preocupado.
ao que dizem os jornalecos, Luisão vai recuperar. pergunto: vai recuperar ou agravar a lesão?
faço votos para que depois do furacão, esta semana nos traga alguma felicidade e que concretize a alegria que sentimos (sem concordar com os meios utilizados) com a volta do José António para o leme da Luz.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

o que é ser lagarto que diz perceber de bola...

a melhor definição do que é ser lagarto, está aqui... mais uma obra de arte do escriba D'Arcy!
eles realmente sabem de bola à brava!

LFV

Tenho andado a remar para montante e isso vai cansando. No entanto, antes de esquecer definitivamente os acontecimentos dos últimos dias e concentrar-me no apoio ao SLB (e esperar que alcance o tão desejado título de campeão nacional), deixo-vos com esta a propósito das declarações do nosso capitão:

"Não compreendi, nem a maioria dos benfiquistas compreendeu. Se ele tivesse pedido desculpas eu teria entendido. Não percebo como se pede tranquilidade e condições de trabalho. Se há coisa que há neste clube é tranquilidade"

Fale por si Sr. LFV, uma equipa com tranquilidade não despede o treinador na primeira jornada. E só havia um culpado para a ausência de condições de trabalho...

Enfim, o que lá vai, lá vai e há é que avançar para a conquista do título. No entanto, se me permite um apelo, por favor cale-se e deixe trabalhar aqueles que são os verdadeiros artistas do futebol!

Camacho e rapazes, vamos lá a "fazer coisas bonitas"!

terça-feira, 21 de agosto de 2007

ovos, o Pequeno Genial, Camacho e a Fúria Espanhola

sem ovos não se fazem omeletes.
sem cozinheiro não se escolhem os melhores ovos.
sem sal não se temperam os ovos.

ora temos ovos (classe B, na sua maioria, mas que servem para o n/campeonato), não tinhamos cozinheiro nem sal para os temperar. Fernando Santos, neste particular, foi uma espécie de salmonela que nos apanhou durante 13 meses; mas a culpa das salmonelas só pode ser assacada a quem foi ao supermercado da grécia comprar um quarto de dúzia (Fernando Santos, Bruno Moura, Jorge Rosário).

uma primeira nota para o Pequeno Genial, Fernando Chalana, que orientou a equipa no treino de ontem.

é uma espécie de reserva moral do Clube e, até ver, o único treinador que obteve 100% de vitórias no jogo que orientou: ganhou 3-o ao Braga (obrigado ao S.L.B.), conseguindo descobrir o que é para mim o melhor lateral direito (em futebol jogado, porque como pessoa é o que são quase todos os jogadores de futebol, ainda para mais quando têm uma meretriz como empresário) que vi jogar no Benfica (de Camacho): miguel.

o outro Fernando, o Santos, viu traídas as suas aspirações de continuar à frente dos destinos do Benfica.

não o vejo como a raiz de todos os males. apenas como uma vítima da sua própria incompetência para treinar um clube grande e da incompetência total de uma direcção que, ao que se diz, recuperou financeiramente o Benfica, mas que delapidou o património desportivo. incompetência não significa que não tenha apreço pelo ser humano, a quem fizeram (não é Sr. LFV?) uma pulhice de todo o tamanho com este despedimento. a única crítica que posso fazer ao Fernando Santos assenta no facto de não ter visto que estava a mais no final da época passada, depois do falhanço total com que nos vimos confrontados. tinha posto o lugar à disposição e sairia reforçado (ou, menos beliscado). ganha assim 100 mil contos com a rescisão e a certeza de que nunca mais irá treinar um clube da dimensão do Benfica.

é realmente incompreensível e roça a vergonha que tenha sido afastado à primeira jornada. mas mais incompreensível é ter sido mantido no final da época passada.

agora Camacho.


não gosto de treinadores que voltam ao Benfica. como quase todos tiveram sucesso anteriormente, da segunda vez é-lhes pedido mais. a pressão é maior. no entanto, com Camacho, a velha máxima postada por Xô Vici, (em forma de poema) pode (vai) ser contrariada:

Camacho, para além de grande condutor de homens, tem uma personalidade forte. sabe de futebol, incute garra nas equipas, joga para ganhar, para marcar, descurando muitas vezes os aspectos defensivos (eu gosto do futebol romântico e, ao contrário de Trap, prefiro ver um grande jogo de futebol em que os jogadores jogam para o ataque, do que jogos enfadonhos). consegue perder 4-3 em San Siro contra o Internazionale... depois de uma primeira mão em que o Benfica fez das melhores exibições dos últimos dez (quinze?) anos na Luz (apesar do empate a zero), em que só um super GR conseguiu parar o que havia para parar... põe a equipa a jogar para a frente. é verdade que não conseguiu classificar o Benfica para a fase de grupos da Champions, perdeu os dois jogos com a lazio. mas desta vez, vai conseguir, aliás, tem de conseguir!
Camacho personifica e incute o que me habituei a ouvir desde pequeno: a Fúria Espanhola dos anos 80. a garra, a força e o querer (como aliás, se ouve numa das mais belas canções sobre o Benfica) que, ou muito me engano, ou vai dar frutos num futuro não muito distante.
uma última palavra para todos aqueles que nos dão a honra da visita e que clicam de locais tão longínquos como o Canadá, a Suiça, Mocambique (via Vici), EUA, Japão, Hong Kong, Reino Unido, África do Sul e, claro, em maior número, de Macau e Portugal e que têm, na sua esmagadora maioria um denominador comum: o Benfica:
nunca pensei ter mais de 1000 visitas num só dia, com cerca de 3500 páginas vistas: obrigado pela v/visita e esperemos que o próximo record seja batido já na próxima quarta-feira, dia 29 de Agosto, com a passagem à fase de grupos da Champions e que o grande record seja batido na última jornada do campeonato, quando todos envergarmos a faixa de Campeão da liga com nome de sítio de apostas e, claro, se possível, depois da final de Moscovo... em que, espero estar presente de encarnado vestido!
ps - o Engenheiro foi aplaudido de pé à porta da Caixa Futebol Campus, ontem no Seixal, como vaticinou.

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

confirmação? confirmado...

pois é, não somos iluminados, mas já o tinhamos dito... aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e, entre outros, aqui...
uma palavra para o Homem, Engenheiro Fernando Santos: como Benfiquista que és, fizeste o melhor. Mas nem sempre chega.
Saudações.
como vês levámos-te de pé para a Bancada Sapo, sítio onde nunca deverias ter saído.
também te aplaudo de pé, por saires nesta altura.
e mais, digo-te sem problemas, sempre se confirma que vais ser campeão, visto que preparaste a equipa e até treinaste durante um jogo!
Sr. LFV é uma vergonha fazer isto agora, quando o podia ter feito a seguir à época passada.
a todos os Benfiquistas, agora paciência é precisa.

Tranquilidade!

O Real Madrid tem acumulado derrotas atrás de derrotas. O Manchester United ainda não venceu para o campeonato. O Inter perdeu a final da Supertaça de Itália. O SLB, sendo certo que, a fazer fé na crítica, tem jogado muito mal, ainda não perdeu nada!

A vitória sobre o Copenhaga foi suada, mas foi alcançada e agora temos o segundo jogo à porta. O empate com o Leixões (apesar de ter um travo a derrota, uma vez que o SLB precisava apenas de aguentar 5 minutos), ainda vamos ver se é um ponto ganho ou dois perdidos...

O nosso capitão já veio a terreiro pedir calma e tranquilidade! Era tão bom que os adeptos ajudassem neste desiderato, ao invés de atearem a crítica e de incendiarem o balneário!

O Engenheiro nunca teve margem de manobra. Nunca teve o apoio da massa associativa. Jamais recebeu um inequívoco voto de confiaça da direcção. Perdeu jogadores influentes. Recebeu bons reforços, mas que ainda terão de ser trabalhados...

É patético despedir o ténico principal quando ainda a procissão vai no adro! O treinador terá de ficar até ao fim e, aí sim, deverá responder pelos resultados que alcançar! Tudo o resto é bacoquice e exagero. E é mesmo da nossa irracionalidade que se riem os adversários...

uma imagem que vale por mil palavras...

bem sei que ainda estamos na primeira jornada.
claro que um golo que empata aos 93 minutos, depois de marcar aos 87 minutos tem muito de sorte (ou azar).
mas para ter sorte é preciso ter talento, é preciso provocá-la... e o que o senhor da foto faz, fez e fará (até quando) é provocar o azar.
o que o senhor da foto demonstra com a expressão é aquilo que quase seis milhões (menos o LFV) já perceberam: não serve, aliás, nunca serviu.
foi assim que vi o jogo de sábado:
"(4:26 am) Santiago: resumo em duas palavras dos primeiros 25 minutos...
(4:28 am) Lai Jo Fai: A posse de bola é toda nossa. Estamos a jogar no meio campo adversário mas sem criar situações de golo. Melhor oportunidade para o leixões correspondida por Quim com a defesa da noite.
(4:37 am) S:Nada?
(4:37 am) LJF: Desde o último sms que só dá leixões. Próximo do massacre...
(4:38 am) S: dasse!
(4:51 am) LJF: Intervalo.
(5:21 am) LJF: Mais de uma hora de jogo e ZERO oportunidades!
(5:27 am) LJF: Não estou a brincar. Faz lembrar época de artur jorge. Não fazemos nada, nada, nada
(5:54 am) LJF: Petit! Minuto 87
(5:57 am) LJF: Golo do empate aos 93. Ta tudo f....
(6:00am) LJF: Acabou. Não somos capazes de segurar um empate com o leixões durante 5 minutos...
Depois de não obter qualquer resposta...
(6:18 am) LJF: Fazes bem em estar a dormir. Isto está uma VERGONHA! Uma coisa é azar, outra é INCOMPETÊNCIA! Tou farto.
(...)"
resultado final: 1-1 contra o leixões.
é nestes jogos que se ganham campeonatos.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Indefinições.


Sou, no que ao benfica diz respeito, um optimista por opção! No entanto, vejo-me na incumbência de dar duas ou três bicadas (de águia) na política seguida pela direcção do SLB.

De facto, neste defeso, tudo parecia contradizer o que de mau costumava acontecer em épocas anteriores. A saber:

a) Manutenção da equipa-base da época transacta;
b) Definição das necessidades do plantel feita atempadamente pelo mesmo treinador que inicia a época;
c) Contratações (teoricamente) bastante valiosas;
d) Plantel definido antes do incío da época.

No entanto, tudo parece ter voltado aos tumultosos tempos da indefinição. Se é verdade que pouco mais se poderia fazer para segurar Simão e M. Fernandes, já me parece absolutamente incompreensível que, a um dia do início do campeonato, ainda se fale na vinda de mais 3/4 jogadores. Não será necessário grande esforço para compreender que, de facto, não só as necessidades da equipa não foram devidamente avaliadas, como o plantel está longe de estar definido (com as inevitáveis consequências ao nível da criação e estabilização dos tão futebolísticos “automatismos”).

Desta feita, nota muito negativa para LFV e FS! Senão, vejamos por sectores:

Defesa - Não me parece que possa servir de justificação às novas contratações as lesões dos centrais Luisão e Zoro. Despacharam o Anderson (parece-me uma boa decisão), mas têm lá o M. Vítor. Ora, se não era para contar com o miúdo, porque nos fizeram crer no contrário? E o Sretenovic? Alguém chegou sequer a avaliá-lo antes de se avançar para a contratação? Já agora, por que é que nunca se deu uma chance ao José Fonte?

Meio-Campo – Tínhamos 3 médios defensivos no plantel. Num sistema em que se joga preferencialmente com dois médios defensivos, era manifestamente pouco. Será que não perceberam aquando da avaliação das necessidades do plantel? Mandou-se o “médico” para a madeira e agora precisa-se de um enfermeiro... Querem um conselho? Se é mesmo para ir buscar um médio defensivo, vão comprar o Moreno ao Guimarães!

Ataque – Para que é que se quer comprar outro avançado? Então os jogadores de ataque não ficaram definidos com a decisão do FS em manter o Yu Dabao no plantel?

Em suma, não percebo e não gosto de não perceber! Espero, sinceramente, que a equipa se comporte condignamente no próximo sábado. Estas indefinições (rectius, irresponsabilidades e incompetências) não auguram nada de bom, mas espero que os jogadores saibam dar uma resposta à altura do emblema que trazem ao peito!

Saudações!